O dinheiro compra a felicidade? Milionários dizem que sim

Os ricos indicaram maior satisfação com seus relacionamentos, finanças e vida social
Por Juliana Américo Lourenço da Silva  
a a a

SÃO PAULO – Um em cada cinco milionários reconhecem que o dinheiro pode sim comprar a felicidade, segundo relatório da Spectrem Group, divulgado na semana passada. O levantamento mostra que conforme o dinheiro aumenta, sobem também os níveis de felicidade.

Diversos investidores tiveram de classificar o seu nível geral de felicidade, assim como o nível de satisfação com o seu trabalho, casamento, atividades de lazer, entre outros. Cerca de 25% dos indivíduos com um patrimônio de US$ 100 mil (cerca de R$ 197.490, de acordo com a cotação do Banco Central do Brasil do dia 28 de fevereiro de 2013), se descrevem muito felizes.

Por outro lado, este percentual sobe para 44% entre os entrevistados com patrimônio líquido de US$ 5 milhões a US$ 25 milhões (R$ 9,87 milhões e R$ 49,3 milhões) se colocaram na mesma situação.

Níveis de satisfação
Os milionários também indicaram níveis significativamente mais elevados de satisfação do que os não milionários com seus casamentos, relacionamentos pessoais e relação com os filhos, além de satisfação na vida social e situação financeira.

Deixe seu comentário