Em mercados / politica

Maioria dos brasileiros defende prisão em segunda instância e manutenção da Lava Jato

Sentimento de impunidade aumentou entre os entrevistados pelo Datafolha

Símbolo da Justiça, em frente ao STF, em Brasília
(Wikimedia Commons)

SÃO PAULO - Tema em voga por conta da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a prisão de condenados em segunda instância tem o apoio de 57% dos brasileiros, segundo a última pesquisa divulgada pelo Datafolha. Além disso, para 84% dos entrevistados, a operação Lava Jato deve continuar.

Grande parte deste apoio sobre a prisão em segunda instância vem das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, revela a pesquisa. Segundo o Datafolha, 36% dos entrevistados acreditam que é mais justo que uma pessoa vá para a prisão somente após passada todas as instâncias possíveis, enquanto 6% não souberam responder.

O instituto também questionou sobre a manutenção da Lava Jato e para 84% dos brasileiros a operação deve ser mantida, enquanto apenas 12% acreditam que ela já cumpriu o seu papel e deve ser encerrada. Contudo, o sentimento de impunidade aumentou. Para 37% dos entrevistados, acreditam que a corrupção vai diminuir após a Lava Jato, enquanto em setembro do ano passado o percentual era de 44%.

A pesquisa foi elaborada entre os dias 11 e 13 de abril e o Datafolha ouviu 4.194 pessoas em 227 municípios do Brasil. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Contato