Em mercados / politica

Amôedo lança pré-candidatura a presidente pelo Novo; Bernardinho não descarta ser candidato ao governo do Rio

No dia em que João Amôedo lançou sua candidatura à presidência pela legenda, o ex-técnico da seleção brasileira afirmou ao Estadão: "não sou candidato oficialmente ainda, mas posso vir a ser"

SÃO PAULO - O empresário João Amôedo, de 55 anos, lançou pré-candidatura à presidência da república para 2018 pelo Partido Novo em evento realizado neste sábado em São Paulo.

Não houve lançamento dos candidatos ao governo (veja cotados clicando aqui), mas os nomes para alguns estados, como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, podem ser anunciados nos próximos trinta dias. 

Um dos nomes vislumbrados pelo Novo é do ex-técnico da seleção brasileira de vôlei Bernardinho para o governo do Rio de Janeiro. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, ele admitiu que pode vir a ser candidato. 

Black Friday InfoMoney: sua única chance de comprar nossos cursos com 50% de desconto

"Não sou candidato oficialmente ainda, mas posso vir a ser. Por enquanto, tenho de concluir alguns processos para estar livre para essa missão", disse, respondendo que "tudo é possível" ao ser questionado pelo jornal se a candidatura seria em 2018.

 Segundo fontes ouvidas pelo jornal, Bernardinho também é cogitado e já foi sondado para sair em uma chapa puro-sangue como vice de Amoêdo. "Acredito nas ideias e pessoas do Novo. Acho que o Novo é um sopro de esperança na política que deve ser mudada a todo custo. Acho que as pessoas precisam se aproximar do processo político, todos têm que assumir sua responsabilidade", disse.

No evento realizado em São Paulo, esteve presente o ex-presidente do Banco Central no governo FHC e um dos idealizadores do Plano Real, Gustavo Franco. A cerca de mil pessoas, ele afirmou que se sentia em casa como há muito não se sentia ao falar sobre a sua posição econômica liberal. "Hoje não preciso mais ser dissidência de coisa alguma." Recentemente, Gustavo Franco deixou o PSDB e se filiou ao Novo. 

Bernardinho
(Twitter/Novo)

Contato