Em mercados / politica

DEM desiste da candidatura de João Doria e se prepara para lançar Luciano Huck candidato

Segundo a Coluna do Estadão, se o prefeito continuar desidratando nas pesquisas, será difícil comprar briga com Geraldo Alckmin e os tucanos para bancar sua candidatura

SÃO PAULO - Desde que a última pesquisa Datafolha mostrou estagnação de João Doria na corrida presidencial, o discurso do DEM sobre eventual candidatura do prefeito mudou. Conforme conta a Coluna do Estadão, se Doria continuar desempenhando abaixo do esperado nos levantamentos, membros do partido de Rodrigo Maia dizem que não vão comprar briga com o PSDB, um aliado histórico, e com o governador Geraldo Alckmin.

Caso o atual cenário não sofra alterações, o foco do DEM pode se voltar para Luciano Huck, com quem a sigla mantém encontros frequentes. O partido, contudo pode também não lançar candidato e apoiar Alckmin, sobretudo se o secretário Rodrigo Garcia for escolhido pelo tucano para ser candidato ao governo de São Paulo.

Antes do último levantamento Datafolha, o DEM se reuniu diversas vezes com Doria e sinalizou portas abertas. Hoje, o entendimento é que, se continuar derretendo nas pesquisas, o próprio prefeito desistirá da campanha. Apesar da desconfiança, a avaliação geral entre os demistas é que não se deve negar abrigo ao prefeito da maior cidade do país, embora a candidatura não seja certa.

João Doria
(Bloomberg)

Contato