Em mercados / politica

CNT/MDA: Dilma amplia vantagem frente Marina para 9 pontos no 2º turno

No primeiro turno, na pesquisa estimulada, a petista conta com 40,4% das intenções de voto, 4,4 pontos a mais que na rodada divulgada na semana passada; vantagem da petista passou de 8,6 para 15,2 pontos no 1º turno

SÃO PAULO - Com atraso, a nova pesquisa CNT/MDA divulgada na tarde desta segunda-feira (29) revelou que a vantagem da candidata do PT Dilma Rousseff cresceu frente Marina Silva. Dilma ampliou a vantagem frente Marina para 15,2 pontos no primeiro turno, ante 8,6 pontos na pesquisa da semana passada. No segundo turno, a vantagem é de 9 pontos. 

Na pesquisa estimulada, a petista conta com 40,4% das intenções de voto, 4,4 pontos a mais que na rodada divulgada na semana passada. Já Marina Silva (PSB) aparece com 25,2%, com redução de 2,2 pontos em relação ao levantamento anterior. Aécio Neves (PSDB) aproximou-se de Marina, com 19,8% e aumento de 2,2 pontos. 

Luciana Genro (PSol) cresceu de 0,9% para 1,2%. Já Pastor Everaldo (PSC) reduziu de 0,8% para 0,6%. Os outros candidatos aparecem com 0,5%, enquanto votos brancos e nulos somam 5,9%. Outros 6,4% não sabem ou não responderam. 

Segundo turno
Na simulação de segundo turno entre Dilma Rousseff e Marina Silva, essa é a primeira vez que a petista aparece à frente da socialista. Com vantagem de 9 pontos, Dilma tem 47,7% das intenções de voto, enquanto Marina aparece com 38,7%. Na pesquisa divulgada semana passada, as duas estavam tecnicamente empatadas. A candidata do PT tinha 42% das intenções enquanto a do PSB estava com 41%.   

No cenário simulado entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, ela tem a preferência de 49,1% dos eleitores, enquanto o tucano aparece com 36,8%. No terceiro cenário, que simula a disputa de segundo turno entre Marina e Aécio, ela tem 41,1% das intenções de voto, contra 36% do candidato do PSDB.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro de 2014 e foram ouvidos 2002 eleitores. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o registro foi feito no TSE sob o código BR-00892/2014.

Favoritismo de Dilma cresce, para 61%
O percentual de eleitores que acreditam que a atual presidente será reeleita também cresceu: de 51,2% para 61%. Já o total de entrevistados que aposta na vitória de Marina caiu de 29,2% para 21,6% e o percentual daqueles que acreditam que Aécio será eleito presidente passou de 7,7% para 8,3%.   

Maioria dos indecisos deve votar em Dilma ou Marina
Entre os eleitores que ainda não definiram seu voto, Dilma e Marina são as mais populares. Daqueles que se declaram indecisos, 43,8% afirmam que podem eleger a petista; 40,6% apontam a pessebista; enquanto 28,9% poderão escolher Aécio.

Avaliação positiva do governo volta a subir
No levantamento, a avaliação favorável do governo cresceu na última semana. De acordo com pesquisa do CNT/MDA 41% dos entrevistados consideram o governo ótimo ou bom, de 37,4% na leitura anterior. Por outro lado, a avaliação negativa da gestão passou de 25,1% para 23,5%. 

A aprovação do desempenho pessoal da presidente subiu 4,2 pontos percentuais, para 55,6%. O total de eleitores que a desaprovam  recuou de 43,8% para 40,1%. 

O percentual daquele que avaliam a gestão como regular foi de 35%, ante 36,8% anteriormente. 

Dilma, Aécio e Marina
(Reprodução)

Contato