O mundo está louco de dar tanto poder para os bancos centrais, diz Dr. Doom

"Estamos todos de acordo em uma coisa, que a economia de mercado funciona melhor, porque o oposto disso é o socialismo, o comunismo e planejamento central, que têm sido um completo fracasso", disse Faber

Por Rodrigo Tolotti Umpieres
 29 jan, 2016 20h11
Marc Faber
(Divulgação)

Rodrigo Tolotti Umpieres

SÃO PAULO - Enquanto os mercados globais ficaram eufóricos com os novos estímulos anunciados pelo Banco do Japão - que levou os juros para o negativo -, Marc Faber, também conhecido como "Dr. Doom", criticou bastante a decisão. Segundo ele, "o mundo deve estar louco para dar tanto poder aos bancos centrais". O economista chamou estes banqueiros de "um bando de professores", cujos programas de política monetária tem sido um "fracasso completo".

"Estamos todos de acordo em uma coisa, que a economia de mercado funciona melhor, porque o oposto disso é o socialismo, o comunismo e planejamento central, que têm sido um completo fracasso", disse Faber em entrevista para a CNBC. "Mas agora as democracias têm implementado um sistema que é basicamente executado por um grupo de professores e eles tem a inflação como alvo, eles têm as taxas de câmbio como alvo, eu quero dizer, é o mundo louco para lhes dar tanto poder?" completou.

O economista continuou seu discurso crítico aos bancos centrais apontando para o fracasso de suas políticas. "As suas políticas têm sido um completo fracasso ao longo dos últimos 20 anos e agora as mesmas pessoas estão desesperadas porque estão perdendo prestígio e credibilidade gradualmente e eles estão dobrando o número de medidas que não têm funcionado, e não vão funcionar enquanto os banqueiros centrais que temos agora continuarem no poder as economias do mundo vão cair e não se recuperar", disse ele.

Faber questionou o princípio fundamental da política monetária japonesa de que a deflação é "ruim" e diz não acreditar que o programa de estímulos do BoJ irá funcionar. "Eu questiono a visão de que a inflação é boa e deflação é ruim porque como você viu na história, mostram 19 séculos de história econômica dos EUA, a maior parte do tempo os EUA estavam em deflação, mas os salários reais subiram", afirmou.

"Na minha opinião, a munição (do BoJ) não está funcionando. Ele trabalhou no sentido de que o mercado de ações subiu nos últimos 12 a 18 meses, mas o iene tem caído neste período", disse ele, acrescentando que a maioria dos cidadãos japoneses arcaram com o ônus da política econômica do governo.

"Se você é japonês, dezoito meses atrás, você tinha um certo patrimônio líquido e agora a sua moeda está em queda de 30% e você está mais rico ou mais pobre? Claro que você está mais pobre", questionou o economista.

"Estas taxas baixas de juro no Japão, na minha opinião, e especialmente agora estas taxas de juros negativas, são bastante mais negativa do que positiva para a economia e para o agregado familiar típico japonês", completou.

COMENTÁRIOS

mercados

IBOVESPA
-0,87%

49.051 pts

Última cotação em 27/05/2016 18:15:00
Data Pais Evento Referência Expectativa
30/05
00:00
USA Resultado primário do Governo Central Abril
30/05
08:00
USA IGP-M Maio 0,67
30/05
08:25
USA Relatório Focus Semanal
30/05
10:30
USA Nota de Mercado Aberto Abril
30/05
15:00
USA Balança Comercial Semanal

mais eventos

Contato