"Analista do Santander não entende p* nenhuma de Brasil", diz Lula após informe

Durante a cerimônia de abertura da 14 Plenária Estatutária da CUT, o ex-presidente brasileiro ainda afirmou que "não tem lugar no mundo onde o Santander esteja ganhando mais dinheiro que no Brasil"

 29 jul, 2014 08h10
Lara Rizério
Lula durante evento em SP
(Nacho Doce/Reuters)

SÃO PAULO - O informe produzido a clientes do Santander destacando que uma reeleição de Dilma Rousseff poderia ser ruim para a economia brasileira continua rendendo críticas dos petistas. E uma das mais ferozes veio do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que afirmou que a responsável pelo texto enviado a clientes "não entende porra nenhuma de Brasil", questionando ainda o fato da analista ter chegado a um cargo de chefia. 

Durante a cerimônia de abertura da 14 Plenária Estatutária da CUT (Central Única dos Trabalhadores), em Guarulhos, na Grande São Paulo, ele afirmou que “não tem lugar no mundo onde o Santander esteja ganhando mais dinheiro que no Brasil”. “Aqui no Brasil o Santander ganha mais que em Nova York, Londres, Pequim, Paris, Madri e Barcelona”, ressaltou, conforme destacado pelo jornal Folha de S. Paulo.

"[Emílio] Botin, é o seguinte querido. Eu tenho consciência de que não foi você que falou, mas essa moça tua que falou não entende porra nenhuma de Brasil e não entende nada de governo Dilma. Manter uma mulher dessa em um cargo de chefia? Pode mandar embora”, disse o ex-presidente.

Para Lula, o governo federal não "vai jogar fora a confiança" que o país conquistou nos últimos anos. Ele também afirmou que o mesmo temor de danos à economia apareceu durante sua campanha à Presidência e que o presidente mundial do banco foi ao seu comitê para dizer que o mercado, na verdade, “não tinha nenhuma preocupação.”

Na avaliação do petista, a eleição deste ano irá decidir se haverá continuidade das conquistas sociais dos últimos anos ou o retrocesso. A 14ª Plenária da CUT será realizada até o dia 1 de agosto e, no dia 31, está prevista a presença da presidente Dilma no evento. 

Conforme aponta a Folha, o banco Santander virou ataque de petistas desde a última sexta-feira, citando o exemplo do prefeito petista de Osasco, Jorge Lapas, que aproveitou o episódio para anunciar que romperá o convênio com o banco para recolhimento de impostos e taxas institucionais. 

COMENTÁRIOS

mercados

IBOVESPA
+0,12%

56.853 pts

Última cotação em 27/07/2016 17:15:00
Data Pais Evento Referência Expectativa
28/07
00:00
USA Resultado primário do Governo Central Junho
28/07
08:00
USA IGP-M Julho 0,29
28/07
09:30
USA Initial Claims Semanal 260,00
28/07
10:30
USA Nota de Mercado Aberto Junho
29/07
06:00
USA CPI Core - Zona do euro Julho

mais eventos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Contato