Em mercados

Suíça votará projeto de Bolsa Família no valor de quase R$ 6.000 por pessoa

Esse dinheiro deverá ser pago para todos os suíços através do Estado, que coletará essa quantia de impostos

SÃO PAULO - Um projeto de lei na Suíça quer implementar uma uma espécie de Bolsa Família, que garantirá cerca de 2.500 francos suíços mensalmente para todos os habitantes do país - cerca de R$ 6.000. O país votará essa proposta através de um referendo nacional, após uma petição obter 100.000 assinaturas a favor da proposta. 

Esse dinheiro deverá ser pago para todos os suíços através do Estado, que coletará essa quantia de impostos. "Isso não tem a ver com dinheiro ou pagamento. Não é contra a pobreza. A razão é expandir a liberdade para todos em pleno século XXI", afirmou Christian Muller ao portal norte-americano CNBC. 

A intenção é permitir que as pessoas escolham o que fazer de suas vidas, sem se preocupar com seus futuros financeiros. Além disso, Muller acredita que o país precisa se adaptar a uma nova realidade de avanços tecnológicos e exportação de empregos. Ele cita o programa do Bolsa-Família no Brasil como uma das grandes inspirações.

Atualmente, a Suíça tem uma das menores taxas de desemprego do mundo, com cerca de 3% de pessoas sem ocupação. Mas a sociedade começa a dar sinais de descontentamento por conta da crescente desigualdade social no país - sobretudo para a usualmente vibrante classe média do pais. 

suíça
(Getty Images)

Contato