Em mercados

10 provérbios ou ditados populares que podem influenciar suas finanças

Alguns podem justificar erros, outros podem dar bons conselhos e até ajudar na definição de metas. Confira!

SÃO PAULO – Quem nunca usou um provérbio ou ditado popular para justificar uma atitude, dar algum conselho ou até mesmo para consolar uma pessoa? Pois saiba que muitas destas frases podem influenciar, e muito, na maneira como você lida com suas finanças pessoais e investimentos.

Alguns podem justificar erros, outros podem dar bons conselhos e até ajudar na definição de metas.

Sabedoria popular
Abaixo estão listados alguns ditados e provérbios e suas possíveis implicações para o seu planejamento financeiro:

“Todas as lindas flores e os suculentos frutos do futuro dependem das sementes plantadas hoje” – O provérbio chinês pode ensinar que, para um futuro financeiro tranquilo, é importante começar o planejamento desde cedo. Atitudes e decisões tomadas hoje podem significar o sucesso – ou o fracasso – de suas finanças daqui a alguns anos.

“Sofre muito menos quem aprende à custa dos erros alheios” – O ditado popular indica que os erros dos outros podem nos ensinar, e muito, quando o assunto é dinheiro. O investidor que colocou todo o dinheiro numa única aplicação – e perdeu tudo – pode servir de exemplo de o que não se deve fazer e da importância da diversificação, quando o assunto é investimento. Aquele consumidor que se afundou em dívidas no cartão e no cheque especial também é outro exemplo que não deve ser seguido.

“Prepara-te para o que quiseres ser” – O provérbio alemão mostra que, para conquistar um objetivo, é importante se preparar, inclusive financeiramente para isso. Sem planejamento, o sonho pode virar pesadelo na hora de arcar com os custos dele.

“Antes tarde do que nunca” – Esse ditado vale para aqueles que adiaram a decisão de poupar e investir e que, agora, acham que não dá mais tempo para isso. É claro que, quando se trata de dinheiro, é melhor o refrão “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”, no entanto, se o amanhã já chegou, “Antes tarde do que nunca” para começar a planejar.

“Aqui se faz, aqui se paga” – Esse ditado é indicado para aqueles consumidores compulsivos, que compram sem pensar, usam e abusam do cartão de crédito e dos parcelamentos. Lembre-se: uma hora as contas chegam! É importante estar preparado para elas.

“De grão em grão, a galinha enche o papo” - Ditado indicado para aqueles que acreditam que, para investir, é preciso ter muito dinheiro. Atualmente, existem aplicações voltadas para os pequenos investidores que, com pequenas quantias, desde que investidas periodicamente, podem formar uma grande reserva financeira, afinal, “de moeda em moeda se faz uma fortuna”.

“Cautela nunca é demais” – Ditado popular indicado para aqueles investidores que ficam de olho apenas na rentabilidade de determinadas aplicações e se esquecem do risco. Mesmo os mais agressivos, com maior apetite de risco, devem ter cautela e colocar em sua carteira ativos mais conservadores, que lhes garantam uma reserva em épocas mais turbulentas do mercado.

“Dize-me com quem andas e eu te direi quem és” – Esse ditado indica, para os investidores, um comportamento que deve ser evitado: o comportamento de manada. Entrar em determinada aplicação – ou sair dela - só porque todos estão fazendo o mesmo pode significar mais prejuízos do que ganhos. Seja por investir em algo que não condiz com seu perfil e objetivos, seja por amargar perdas por resgatar determinado investimento antes da hora só porque os outros fizeram isso. Lembre-se: o investidor é único e tem objetivos únicos e pessoais.

“Não conte com o ovo dentro da galinha” – Para os investidores, este ditado serve para ensinar que não dá para contar com o retorno de uma determinada aplicação antes do final do prazo dela. Como se diz no mundo das finanças, “rentabilidade passada não é garantia de ganhos futuros”. No planejamento, o ditado ajuda aqueles que, antes mesmo de receberem um dinheiro extra (como o décimo terceiro, férias, restituição de imposto de renda), já gastam o valor, sem nenhum planejamento. Lembre-se: imprevistos acontecem e o montante pode ser menor que o esperado ou fazer falta mais para frente!

“Quem espera sempre alcança” / “Quem tem pressa come cru” – Os dois ditados, com mesmo sentido, indicam que, seja no planejamento das contas ou nos investimentos, a pressa atrapalha. Manter a calma, quando se trata de dinheiro, pode significar melhores resultados e menos dores de cabeça no futuro. Pense nisso!

Contato