Em mercados / bitcoin

Por que o Bitcoin está caindo? Criptomoedas perdem US$ 100 bilhões de valor com Coreia do Sul

Todas as principais moedas digitais do mundo registram queda com rumores de que a Coreia irá banir negociação nas exchanges

Moedas Digitais
(Shutterstock)

SÃO PAULO - As principais criptomoedas do mundo registram uma quinta-feira (11) de forte queda após a notícia de que a Coreia do Sul pode estar se preparando para proibir a negociação de moedas digitais no país. O bitcoin chegou a ter queda de cerca de 14%, assim como o ethereum e o Ripple, que caíram mais de 10%. Apesar disso, o mercado passou a ver um alívio no fim da manhã.

O ministro da Justiça sul-coreano, Park Sang-ki, disse hoje que o ministério "está basicamente preparando um projeto de lei para proibir a troca de criptomoedas através de exchanges". Logo após a notícia, mais de US$ 106 bilhões de valor foram "apagados" do mercado de moedas digitais.

A Coreia do Sul é um dos principais mercados comerciais de criptomoedas, representando entre 6% e 12% do comércio de bitcoin, de acordo com o site CryptoCompare. Para o ethereum esse valor é maior, em torno de 14%. Já no caso do Ripple, a compra da moeda usando o won sul-coreano pode chegar a 33%, dependendo do dia.

O governo coreano não deu maiores detalhes sobre estas novas leis, mas, segundo a Reuters, a proibição proposta na negociação de moedas digitais foi anunciada após "discussão suficiente" com outras agências governamentais, incluindo o Ministério das Finanças e os reguladores de mercado.

Muitas das principais criptomoedas na Coreia do Sul têm sido negociadas com prêmio em relação à outros mercados, ou seja, com preços maiores. Essa questão levou ainda o site CoinMarketCap - um dos mais usados na comparação de preços - a retirar de sua base da cálculo os preços de criptomoedas no país, citando uma "extrema divergência nos preços do resto do mundo".

A questão dos reguladores tem aumentado a tensão no mercado de criptomoedas. De acordo com a Reuters, o Comitê Bancário do Senado dos EUA realizará uma audiência no próximo mês com a Commodity Futures Trading Commission e a SEC (Securities and Exchange Commission), para tratar do tema das moedas digitais.

Contato