Em mercados / bitcoin

Bitcoin dispara e se aproxima de topo histórico após lançamento de contratos futuros na CBOE

Ativos passaram a ser negociados no último domingo e possuem mecanismo para evitar um "crash" nos preços

Bitcoin
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Seguindo com o movimento de alta visto pela manhã, o Bitcoin sobe 13% às 18h02 (horário de Brasília) desta segunda-feira (6), negociando a US$ 16.960, muito próximo da máxima histórica em US$ 17.160, refletindo a estreia dos contratos futuros da criptomoeda na CBOE (Chicago Board Options Exchange). Com a alta registrada, a moeda acumula valorização superior de 1.600% somente este ano.

Sob o símbolo “XBT” e pelo preço de US$ 15.000, foram iniciadas no último domingo às 21h00 (horário de Brasília) as negociações na bolsa norte-americana, o que, inclusive, derrubou o site da CBOE durante 20 minutos pela forte demanda dos investidores. Basicamente, um contrato de futuro permite que um operador coloque uma aposta alavancada dizendo se o preço do ativo (no caso o bitcoin) irá subir ou cair até o contrato expirar. Na linguagem de mercado, quem acredita que irá aumentar fica "long" naquele ativo, enquanto o investidor que acha que o preço irá cair fica "short". Os futuros de Bitcoin serão liquidados em dinheiro, o que significa que nenhum Bitcoin realmente será transacionado quando um contrato expirar.

Outra grande vantagem da criação deste produto é a oportunidade do investidor fazer o chamado "hedge", ou seja, ter uma proteção no mercado. No caso do Bitcoin, os investidores chamados de "baleias" (grandes players) podem se aproveitar dos futuros para se protegerem de uma queda acentuada e repentina dos preços. Contudo, para evitar um "crash" nas negociações, a CBOE implementou um sistema de "circuit breaker" como existe na B3 na hipótese de oscilações mais bruscas nos preços. Qualquer ganho ou perda de mais de 10% desencadeia uma parada de 2 minutos para a negociação, enquanto um movimento de 20% ou mais fará com que a negociação seja interrompida por 5 minutos.

Além, da CBOE, a bolsa de Chicago confirmou que iniciará as negociações dos contratos futuros da Bitcoin na próxima segunda-feira (18). Na mesma linha, crescem ainda mais os rumores de que a Nasdaq também lançará contratos futuros da criptomoeda no primeiro semestre do ano que vem. Com o lançamento destes ativos, o mercado deve mudar drasticamente, ganhando muita força já que dá ainda mais segurança para quem quer investir em Bitcoin, o que automaticamente eleva a demanda pela moeda digital.

Contato