Em mercados / bitcoin

Bitcoin renova máxima histórica e sobe 900% no ano na expectativa por evento em dezembro

Lançamento dos contratos futuros no CME sustenta valorização da criptomoeda

SÃO PAULO - Com a disparada de 20% nos últimos três dias, o Bitcoin renovou mais uma máxima histórica na manhã desta segunda-feira (27) ao atingir a marca de US$ 9.760, o que corresponde a uma valorização de 900% somente este ano, alcançando valor de mercado de US$ 150 bilhões. Por aqui, o Bitcoin superou a marca de R$ 30 mil e no último domingo (26) atingiu R$ 34.910 na máxima intradiária.

A forte valorização da criptomoeda está relacionada à expectativa pelo lançamento dos contratos futuros no CME, maior bolsa de mercadorias do mundo, no próximo dia 11 de dezembro. Com o lançamento destes ativos, o mercado deve mudar drasticamente, ganhando muita força já que dá ainda mais segurança para quem quer investir em Bitcoin, o que automaticamente eleva a demanda pela moeda digital.

"Dado o crescente interesse dos clientes no desenvolvimento dos mercados de criptomoedas, estamos decididos a apresentar contratos futuros em Bitcoins", disse Terry Duffy, diretor-executivo da bolsa de Chicago, no começo deste mês. A introdução deste produto deve levar mais investidores institucionais ao mercado, o que tem grande potencial para elevar o preço da moeda de forma considerável.

Mais do que trazer mais investidores, a novidade abre outras possibilidades neste mercado, como a facilitação da venda a descoberto do Bitcoin, que é quando o investidor quer apostar na queda da moeda. Além disso, a liquidez aumentará porque traders de alta frequência atuarão como formadores do mercado.

Bitcoin
(Shutterstock)

Contato