Em mercados / acoes-e-indices

Reunião decisiva da Petrobras e Fomc nos EUA são destaques na próxima semana

Mesmo com feriado no Brasil, semana deve ser agitada com vencimento de opções sobre ações reunião do conselho de Petrobras sobre metodologia de reajuste

SÃO PAULO - Apesar da bolsa brasileira encerrar a semana nesta quinta-feira (14), o mercado internacional segue normalmente durante o feriado nacional. Após um dia bastante positivo, o Ibovespa conseguiu encerrar esta semana com alta de 2,30%. Esta data também marcou o fim da temporada de resultados trimestrais, fator que vinha trazendo volatilidade para o índice nas últimas semanas.

Apesar de mais um feriado - que manterá a bolsa brasileira fechada na quarta - na próxima semana e de uma agenda de indicadores mais fraca, o período entre os dias 18 e 22 pode ser bastante agitado, principalmente na quinta-feira (21), já que um dia antes será apresentada a ata da última reunião do Fomc e seus possíveis efeitos só serão sentidos por aqui após o feriado.

O relatório sobre o encontro dos líderes do Federal Reserve deve trazer novas indicações sobre quando a autoridade monetária pensa em iniciar a retirada dos estímulos no país. Apesar do mercado acreditar que isso só vá ocorrer em janeiro, qualquer indicador de mudança de pensamento ou comprovação dessa projeção poder fazer com que investidores comecem a se posicionar em preparação para o anúncio.

Dados recentes do PIB (Produto Interno Bruto) surpreenderam os analistas com os EUA registrando crescimento de 2,8% no terceiro trimestre. Para o economista Alex Agostini, da Austin Rating, vale ainda destacar o atual momento de transição da liderança do Fed de Ben Bernanke para Janet Yellen, o que faz o mercado acreditar em uma mudança no programa de estímulos apenas para 2014.

Mesmo com feriado, semana será agitada no Brasil
Por aqui, a semana começa com o vencimento de opções sobre ações trazendo volatilidade para os papéis de grandes empresas, principalmente a Vale (VALE3; VALE5) e a Petrobras (PETR3; PETR4), que por terem grande participação no Ibovespa, podem ter grande influencia no desempenho do índice na segunda-feira (18).

Segundo o economista da Austin, o Boletim Focus do Banco Central - divulgado toda segunda-feira - deve chamar mais atenção nessas próximas semanas. "Com a proximidade do final do ano, as projeções para 2014 passam a ganhar destaque não só para analistas e investidores, mas para o próprio governo tomar algumas decisões", explica ele.

Entre os indicadores, atenção especial para o IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo - 15), que serve como prévia para a inflação oficial do País. Para o estrategista do BB Investimentos, Hamilton Moreira Alves, o indicador não deve trazer grandes novidades. Porém, qualquer variação anormal pode ter um impacto mais forte na bolsa.

Por fim, Alves destacou a reunião do Conselho de Administração da Petrobras, que irá discutir a nova metodologia de reajuste de combustíveis. O evento ocorre na sexta-feira (22). De acordo com Adriano Moreno, analista da Futura Investimentos, o acontecimento fará as ações da estatal oscilarem bastante, para cima ou para baixo. “O que eu tenho certeza é que ela não irá andar de lado”, afirmou. Por terem grande participação no índice, essa forte movimentação pode ter impactos no Ibovespa como um todo.

plataforma da Petrobras
(Divulgação/Petrobras)

Contato