Aneel determina redução de 9,33% nas tarifas da AES Eletropaulo

Valor repassado aos consumidores só será calculado após definição do índice de reajuste da distribuidora
Por Felipe Moreno  
a a a

SÃO PAULO - A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou segunda-feira (2) uma redução de 9,33% na tarifa da AES Eletropaulo (ELPL4), como resultado da terceira revisão tarifária periódica da distribuidora. No entanto, o valor repassado aos consumidores só poderá ser calculado terça-feira (3), depois que a Aneel definir o índice de reajuste anual da distribuidora.

O índice de revisão passou por consulta pública, na qual a Aneel propôs redução média de 8,81% nas tarifas, mas o relator da proposta, diretor Julião Coelho, apresentou um novo índice. Segundo ele, essa diferença se deu por causa de mudanças na trajetória de perdas da distribuidora.

A redução aprovada é retroativa a 4 de julho do ano passado. Segundo Coelho, a diferença deverá ser compensada ao consumidor nos próximos reajustes, a partir do ano que vem. A AES Eletropaulo fornece energia elétrica para 6,3 milhões de unidades consumidoras na capital e em 23 cidades do estado de São Paulo.

A revisão das tarifas é feita, em média, a cada quatro anos, de acordo com contrato de concessão de cada empresa e tem como objetivo readequar tarifas de acordo com ganhos de eficiência e produtividade que as distribuidoras tiveram no período. O reajuste anual, que será definido amanhã, tem outra metodologia de cálculo e leva em conta a inflação e a variação de custos que a empresa teve. Geralmente, a revisão e o reajuste não ocorrem no mesmo ano, mas a revisão da Eletropaulo estava prevista para o ano passado e foi adiada por causa de discussões sobre metodologia para o terceiro ciclo de revisões tarifárias.

Deixe seu comentário