Em carreira / gestao-e-lideranca

As melhores lições de liderança que Game of Thrones pode ensinar

Spoilers e ensinamentos da segunda maior audiência dos Estados Unidos

SÃO PAULO – A série Game of Thrones encerrou a sexta temporada com a segunda maior audiência da televisão dos Estados Unidos.

Foram 8,9 milhões de pessoas assistindo o episódio de domingo, que encerrou a série, ao vivo – fora os telespectadores que veriam posteriormente por meios legais e ilegais. Dessas pessoas, boa parte considera Jon Snow e Daenerys Targaryen líderes excepcionais e merecedores do trono de ferro.

Como demonstra o Business Insider, os personagens mais previsíveis da série também possuem qualidades típicas de boa liderança – descobertas com base em uma pesquisa da Gallup http://strengths.gallup.com/110251/gallups-leadership-research.aspx com mais de 20 mil pessoas. São as seguintes:

1. Investir em qualidades individuais

Segundo a pesquisa, empresas que não foquem em indivíduos separadamente perdem em engajamento e são prejudicadas. Por outro lado, líderes que sabem priorizar as qualidades individuais conseguem 73% mais engajamento de seus funcionários.

Essa é uma característica de Jon e de Daenerys, que nunca deixam de lado os anseios de seus seguidores – temendo perder a liderança. Todas as metas, qualidades e preferências dos grupos que comandam são levadas em conta.

2. Ter uma equipe crucial para o sucesso

“Os melhores líderes são cercados das pessoas certas”, diz a Gallup. Elas trazem capacidade de executar, influenciar, construir relacionamentos e pensar estrategicamente.

No episódio transmitido no último domingo, Daenerys rumava a Westeros. Isso só foi possível porque a Mãe de Dragões tinha como companheiros fiéis nomes como Tyrion, Missandei, o imaculado Verme Cinzento, Varys, Daario, os irmãos Yara e Theon.

Jon Snow, por sua vez, conseguiu retomar o controle de Winterfell e do Norte com o apoio de Sansa, que trouxe força de vontade e apoio em forma de exército através de Mindinho para retomar o poder da família; Davos, um conselheiro experiente; e, por último, as demais casas da região.

3. Entender a necessidade dos demais

Essa é uma qualidade em falta nos Lannister: segundo a Gallup, os melhores líderes demonstram confiança, compaixão, estabilidade e esperança.

É possível notar a emoção com que os seguidores de Daenerys e Jon apoiam seus líderes. Ambos são carismáticos e transmitem boa vontade e conexão com seus seguidores. Suas histórias de vida ajudam nessa trajetória de compreensão.

Game of Thrones
(Reprodução Facebook)

Contato