Em carreira / emprego

Saiba o que grandes líderes e executivos perguntam em entrevistas de emprego

Google, Facebook e Apple são algumas das empresas conhecidas pelas perguntas intrigantes e que fazem com que os candidatos pensem muito para responder

SÃO PAULO – As perguntas feitas em entrevistas de emprego podem ser das mais intrigantes possíveis – ou podem repetir os clichês já conhecidos, como “me conte mais sobre você”, “qual seu maior defeito e qualidade?”, etc.

Empresas de sucesso e grandes líderes, entretanto, fogem desse tipo de pergunta. Google, Facebook e Apple são algumas das empresas conhecidas pelas perguntas intrigantes e que fazem com que os candidatos pensem muito para responder.

O Forúm Econômico Mundial selecionou algumas das perguntas feitas por grandes executivos em entrevistas de emprego. Confira:

“O que você não teve a chance de incluir no currículo”, Richard Branson, fundador do Virgin Group
O bilionário escreveu que um currículo é importante, mas “se você fosse contratar alguém com base no que eles dizem sobre si mesmos no papel, você não precisaria perder tempo em uma entrevista”.

“Em uma escala de 1 a 10, quão estranho você é?”, Tony Hsieh, CEO da Zappos
Um dos principais valores da empresa é “criar diversão e um pouco de esquisitice”. Para ter certeza de que o candidato contratado é o certo, o CEO normalmente faz a pergunta e diz que o número não é importante, mas sim a maneira como a pessoa responde.

“Me dê um exemplo de uma época em que você analiticamente resolveu um problema difícil”, Laszlo Block, diretor de RH do Google
Ele também afirmou que a companhia começou com suas famosas perguntas de quebra-cabeças nos últimos anos para questões comportamentais. “O interessante sobre a entrevista é que os candidatos sempre contam sua própria experiência, e dentro disso você consegue dois tipos de informação. Uma é ver como eles interagem em uma situação real, e a informação valiosa é um senso do que eles consideram difícil”, disse em entrevista ao NY Times.

“Quantos anos você tinha quando conseguiu seu primeiro emprego remunerado?”, Hannah Paramore, presidente da agência de publicidade Paramore
Ela explicou que faz a questão por buscar saber o quanto colocam ética em independência em seu trabalho, em contraponto com seus direitos. E que pessoas que trabalharam por meio período no colégio ou faculdade por necessidade, principalmente em empregos difíceis, isso mostra um alto nível de responsabilidade.

“... Onde você estava?”, Elon Musk, CEO da Tesla
Segundo a nova biografia de Musk, ele sempre começa a pergunta contando: “Você está na superfície da Terra. Você anda um quilômetro sul, um quilômetro oeste e um quilômetro norte. Você termina exatamente onde começou. Onde você estava?”.A resposta é: ou no Polo Norte ou próximo do Polo Sul.

Ele fez a mesma pergunta a quase todos os mil primeiros contratados da SpaceX, empresa de exploração espacial.

“Qual seu superpoder... ou espírito animal?”, Ryan Holmes, CEO da HootSuite
“Durante a sua entrevista, eu perguntei à minha atual assistente executiva qual era seu animal favorito. Ela me disse que era um pato, porque patos são calmos na superfície e apressados para fazer tudo ficar pronto por dentro”, ele disse. “Eu achei uma resposta maravilhosa e a descrição perfeita para o papel de uma assistente executiva”.

“Qual sua prática espiritual?”, Oprah Winfrey
Quando estava buscando o presidente de seu canal de televisão, Oprah reduziu os candidatos com essa pergunta, que deixou muitos desconfortáveis. Posteriormente, a apresentadora explicou que não estava perguntando sobre religião, mas sim sobre as relações que possuíam consigo mesmos.

A intenção era descobrir o que eles faziam por si mesmos.

“Qual a sua citação favorita?”, Karen Davis, VP da Hasbro
Por seu trabalho ser muito focado em decidir quais as organizações e projetos que a Hasbro vai ajudar, ela procura candidatos com um “verdadeiro senso de paixão e proposta”. E a citação a ajuda a descobrit quem os candidatos realmente são e com o que se importam.

“O que você faria em um apocalipse zumbi?”, Ashley Morrys, CEO da Capriotti’s Sandwich Shop
Segundo a CEO, essa é a melhor maneira de saber como os candidatos reagem sob pressão. “Não existe uma resposta certa, então é interessante descobrir a opinião de alguém e como eles pensam sobre seus pés”, explicou.

“O que te motiva a sair da cama pela manhã?”, Brad Jefferson, CEO da Animoto
Ele explica que é uma pergunta que ajuda a entender quais são as paixões de um candidato e o que faz com que eles mantenham um ritmo. “Eu realmente tento entrar em suas cabeças para saber o que faz com que eles continuem fazendo”, disse. Ele também contou que é importante entender o que motiva uma pessoa porque “sempre existirão altos e baixos em qualquer negócio, e quero ter certeza de que a pessoa ficará igualmente motivada nos momentos difíceis”.

“Um martelo e um prego custam US$ 1,10, e o martelo custa um dólar a mais do que o prego. Quanto o prego custa?”, Jeff Zwelling, CEO e cofundador da Convertro
A pergunta é feita, segundo o CEO, para ter um melhor senso de quem é o candidato. “Alguns candidatos vão instantaneamente dizer 10 cents, mas isso está errado. Eles não tentam ter uma resposta exata, o que é cinco centavos, mas quero que eles ao menos tenham um pensamento sobre isso”.

“Se você trabalhasse em um restaurante, qual emprego ia querer ter?”, Ajeet Singh, CEO e fundador da ThoughtSpot
É uma pergunta que dá muita informação sobre os candidatos e extremamente útil. “A pergunta chega na essência do que guia uma pessoa e o que eles gostam de fazer, o que os inspira, o que os motiva”, ele disse. “Eu quero ver se consigo percepções não convencionais do que as pessoas são”.

“Me diga algo que é verdade, que quase ninguém concorda com você”, Peter Thiel, cofundador do PayPal
Ele gosta de contratar pessoas que não têm medo de dizer o que pensam, “Ela testa a originalidade do pensamento, e para alguma extensão, testa a coragem de ter voz própria em um contexto difícil”, explicou.

“Você pode me contar alguma vez em que conduziu um projeto do início ao fim?”, Jess Levin, fundadora do Carats & Cake.
Levin procura por pessoas que “entendem o que é fazer grandes coisas com poucas mãos”, segundo ela.

Elon Musk - Bloomberg
(David Paul Morris/Bloomberg)

Contato