Em carreira / educacao

Brasil fica em antepenúltimo em ranking de educação

Em relação ao estudo anterior, publicado em 2012, o País subiu uma posição, mas piorou seu desempenho no índice

SÃO PAULO - O Brasil ficou em 38º, entre 40 países, no ranking de educação The Learning Curve, realizado pela EIU (The Economist Intelligence Unit), unidade de pesquisa da revista britânica The Economist, com a Pearson International.

Em relação ao estudo anterior, publicado em 2012, o País subiu uma posição, mas piorou seu desempenho no índice. Neste ano, ele só ficou à frente do México e da Indonésia.

Para chegar ao resultado, o ranking considerou as habilidades cognitivas e níveis de escolaridade dos estudantes de 40 países e regiões. Para isso, ele cruzou os dados internacionais de educação, como o Pisa (Programa Internacional de Avaliação dos Alunos), TIMSS (Tendências Internacionais nos Estudos de Matemática e Ciência) e pontuações do Pirls (Progresso no Estudo Internacional de Alfabetização e Leitura). Também foram comparadas taxas de alfabetização e taxa de ingresso de estudantes no nível superior.

As primeiras posições são ocupadas pela Coreia do Sul, Japão, Cingapura e Hong Kong. Confira abaixo o ranking completo:

1. COREIA (1.30)

2. JAPÃO (1.03)

3. CINGAPURA (0.99)

4. HONG KONG (0.96)

5. FINLÂNDIA (0.92)

6. REINO UNIDO (0.67)

7. CANADÁ (0.60)

8. HOLANDA (0.58)

9. IRLANDA (0.51)

10. POLÔNIA (0.50)

11. DINAMARCA (0.46)

12. ALEMANHA (0.41)

13. RÚSSIA (0.40)

14. ESTADOS UNIDOS (0.39)

15. AUSTRÁLIA (0.38)

16. NOVA ZELÂNDIA (0.35)

17. ISRAEL (0.30)

18. BÉLGICA (0.28)

19. REPÚBLICA TCHECA (0.27)

20. SUÍÇA (0.25)

21. NORUEGA (0.21)

22. HUNGRIA (0.17)

23. FRANÇA (0.17)

24. SUÉCIA (0.17)

25. ITÁLIA (0.11)

26. ÁUSTRIA (0.10)

27. ESLOVÁQUIA (0.09)

28. PORTUGAL (0.04)

29. ESPANHA (-0.08)

30. BULGÁRIA (-0.26)

31. ROMÊNIA (-0.44)

32. CHILE (-0.79)

33. GRÉCIA (-0.86)

34. TURQUIA (-0.94)

35. TAILÂNDIA (-1.16)

36. COLÔMBIA (-1.25)

37. ARGENTINA -1.49

38. BRASIL (-1.73)

39. MÉXICO (-1.76)

40. INDONÉSIA (-1.84)

Contato