Blog InfoMoney

Por dentro Agronegócio

Em blogs / agronegocio / por-dentro-agronegocio

Usinas diminuem ritmo de moagem no Norte-Nordeste

Alegando falta de cana no campo, duas unidades em Pernambuco planejam encerrar as atividades ainda neste mês

tombamento da cana - Biosev
(Divulgação)

Após um bom ritmo de moagem no primeiro terço da safra, as usinas do Norte-Nordeste começaram a enfrentar canaviais com problemas no rendimento. Alegando falta de cana no campo, duas unidades em Pernambuco planejam encerrar as atividades ainda neste mês.

O clima segue predominantemente seco na região Norte-Nordeste, tornando as condições dos canaviais para o terço final da safra ainda mais preocupantes. Esse cenário, aliado a um contexto de baixos investimentos em tratos culturais, pode fazer com que a moagem total em 2016/17 atinja o mesmo volume processado na temporada anterior.

Segundo dados da consultoria DATAGRO, na primeira quinzena de novembro foram processadas 4,21 milhões de toneladas de cana, uma queda de 1,3% sobre igual período do ano passado. Assim, no somatório da safra a moagem no Norte-Nordeste totalizou 25,05 milhões de toneladas, uma redução de 2% em relação ao mesmo período de 2015/16 (25,56 milhões de toneladas).

No acumulado da safra, a produção de açúcar totalizou 1,4 milhão de toneladas, alta de 31,9% sobre os números da safra passada. Em contrapartida, no mesmo intervalo, a produção de etanol recuou 19,7%, chegando a 946,64 milhões de litros.  

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

perfil do autor

Guilherme Nastari

É diretor da Datagro desde 2005 e diretor da Associação de Exportadores de Açúcar e Álcool desde 2009. Participou como consultor de diversos projetos ligados ao mercado de açúcar e álcool pela Datagro. É bacharel em Economia pelo Ibmec-SP e mestre em Agroenergia pela FGV.

Quer dicas exclusivas?

Preencha os campos abaixo e receba dicas e conteúdos exclusivos do blog Por dentro Agronegócio

Contato