Em vale

Em teleconferência, Murilo Ferreira destaca um dos motivos para deixar a Vale

Idade pesou para a sua saída da mineradora, afirmou o CEO; ele ainda destacou que nunca agiu em favor de grupo político

Murilo Ferreira - CEO Vale
(Reuters)

SÃO PAULO - Durante conferência em que falou sobre a sua saída do comando da Vale (VALE3;VALE5) em maio deste ano, Murilo Ferreira afirmou que trabalhar na companhia foi uma oportunidade única. 

Ferreira ainda afirmou que nunca agiu politicamente para garantir o seu posto na mineradora: "desafio encontrarem ato a favor de um grupo político". Por outro, ele apontou que receber pressões faz parte do trabalho. O CEO da Vale também afirmou que não tem conhecimento sobre o seu sucessor. 

Ele ainda destacou que a sua idade foi um dos motivos para deixar a mineradora e que a decisão foi tomada ontem. “Temos como visão que devemos ter limite de idade de 65 anos [para ocupar cargos na diretoria]. É um ponto muito importante. Vou fazer 64 anos agora em junho e 65 no ano que vem. Quando estivesse renovando [o contrato], teria mais um ano, de acordo com o conceito que temos hoje na Vale. Quando esse conceito foi introduzido, sabia que seria um dos primeiros atingidos, mas não tenho a mosca azul do poder”, afirmou. 

Murilo Ferreira está no cargo de CEO desde maio de 2011 e seu contrato será encerrado no próximo dia 26 de maio.  Em comunicado, a mineradora destacou que Ferreira "liderou a Vale durante um período de muita turbulência na indústria da mineração mundial e enfrentou alguns dos momentos mais difíceis da história da empresa". "Em sua gestão, a Vale se tornou uma empresa mais enxuta e mais ágil, aumentando significativamente sua competitividade operacional e mantendo um nível de endividamento saudável", diz a nota.

"Sob a liderança de Murilo, a Vale concluiu o S11D, o maior projeto de sua história, e voltou o foco para ativos-chave, realizando desinvestimentos que totalizaram mais de US$ 15 bilhões", continuou a mineradora no comunicado.

Por fim, a Vale lembrou que ele ajudou a simplificar o portfólio da empresa, aumentou sua disciplina na gestão de capital, tendo completado cerca de 20 outros importantes projetos dentro do orçamento e do prazo. "Com sua experiência, dedicação e respeito às pessoas e à vida, Murilo deixa um legado para todas as futuras gerações de executivos e funcionários da Vale", conclui a nota.

 

Contato