Em v-agro

Com fim de disputa judicial, ação da V-Agro lidera ganhos do Ibovespa na semana

Papéis subiram 19,44% na semana, aos R$ 0,43, na esteira de acordo para extinção de disputa por controle da companhia

SÃO PAULO - As ações da V-Agro (VAGR3) fecharam a semana entre os dias 7 e 11 de maio como o maior destaque positivo dentre os papéis que compõem o Ibovespa. Os papéis VAGR3 acumularam alta de 19,44%, passando de R$ 0,36 para R$ 0,43, enquanto o Ibovespa teve queda de 1,84% no período, fechando aos 59.702 pontos.

Essa alta acontece na esteira dos acontecimentos da última segunda-feira (7), quando foi anunciado um acordo para a extinção dos processos judiciais e arbitrais pela disputa societária da companhia entre o Tiradentes Fundo de Investimento em Participações e Vila Rica I Fundo de Investimentos e Participações. Os dois fundos informaram que seriam transferidas 267,1 milhões de ações ordinárias a Otaviano Olavo Pivetta, que passa a ter o controle direto e indireto da companhia.

Com essa aquisição, Otaviano Olavo Pivetta, que atualmente detém 16,33% do capital social da Vanguarda Agro, passará a ter, direta e indiretamente, 27,85% do capital da companhia. Pivetta foi um fundadores da companhia e deixou de assumir o controle da V-Agro após fechar um acordo há dois anos com a Veremonte, holding do megainvestidor espanhol Enrique Bañuelos. Desde então, teve início um intenso movimento de disputas judiciais pelo controle da companhia.

Em meio a isso, as ações subiram em três dos cinco pregões da semana, com destaque para quarta-feira, quando os papéis da companhia subiram 13,51%.

Outros destaques positivos
Outros papéis que também se destacaram positivamente foram as units do Santander (SANB11, R$ 16,66, +7,97%),  os papéis ON da Cielo (CIEL3, R$ 59,55, +5,21%),  as ações PNB da Cesp (CESP6, R$ 37,04, +4,06%),  Sabesp (SBSP3, R$ 76,00, +2,70%) e Cemig  (CMIG4, R$ 36,42, +2,59%).

 

Contato