EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em usiminas

Usiminas registra explosão em gasômetro de Ipatinga; ações afundam até 11%

De acordo com a empresa, até o momento, não há registro de vítimas, mas toda a área de risco da usina foi evacuada

Explosão Usiminas
(Reprodução)

SÃO PAULO - A Usiminas (USIM5) confirmou, por meio de nota de sua assessoria de comunicação, que registrou uma explosão em um gasômetro da Usina de Ipatinga (MG). Segundo a empresa a área de risco da usina foi evacuada e não houve vítimas, mas 30 pessoas ficaram feridas.

Com a notícia, as ações da siderúrgica, que já registravam forte queda por conta do mau humor generalizado do mercado, acentuaram as perdas, chegando a cair 10,90% na mínima do dia, ficando por cerca de 40 minutos com os negócios paralisados na bolsa. Em seguida, na reta final do pregão, os papéis tiveram leve recuperação, fechando com queda de 7,27%, a R$ 7,91.

A equipe de brigadistas da empresa atuaram no local e, segundo a assessoria da empresa, a canalização de gás foi bloqueada e não há vazamento. Enquanto isso, a Polícia Militar informou que retirou os alunos das escolas próximas ao local.

"A equipe de brigadistas da empresa está atuando no local e a canalização de gás já foi bloqueada, não havendo vazamento. A Usiminas reitera que está fazendo monitoramento de gases nos bairros do entorno da usina e até o momento nenhuma anormalidade foi registrada", disse a Usiminas em nota. Como medida de precaução, a companhia decidiu paralisar temporariamente os altos-fornos da Usina de Ipatinga.

Segundo o Itaú BBA a notícia é negativa para a empresa pois provavelmente impactará a produção no curto prazo. "Vale lembrar que Ipatinga é a única usina onde a Usiminas produz aço bruto com 3 altos-fornos e capacidade total de 5 milhões de toneladas", destacam os analistas lembrando de um acidente com a CSN em 2006 que interrompeu as operações da empresa por vários meses.

(Com Agência Estado)

Contato