Em unipar

Unipar aprova bonificação e "presenteará" acionistas com papéis da companhia

As novas ações serão distribuídas aos acionistas, na proporção de um novo papel para cada 6 da mesma espécie que os investidores possuam atualmente

UNIPAR
(Wikipedia)

SÃO PAULO - A Unipar (UNIP3;UNIP5;UNIP6), que tem como um dos maiores acionistas o megainvestidor Luiz Barsi, "presenteará" os seus acionistas com mais papéis da companhia. Isso ocorrerá por uma bonificação através da emissão de novas ações. 

Em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada nesta terça-feira (18), a Unipar aprovou o aumento de capital social no valor de R$ 224,58 milhões, passando de R$ 474,415 milhões para cerca de R$ 699 milhões com a emissão de 14,525 milhões de ações. Destas, serão emitidas 5,036 milhões novas ações ordinárias, 401.722 ações preferenciais classe A e 9.088 milhões ações preferenciais classe B.

Assim, serão atribuídas aos detentores das ações a título de bonificação na proporção de uma nova ação para cada 6 papéis da mesma espécie detidos pelos acionistas. 

Terão direito à bonificação os titulares de ações de emissão da companhia que tenham os papéis até esta terça uma vez que, a partir de quarta-feira (19), as ações passarão a ser negociadas ex-bonificação. 

Os ativos originados da bonificação serão creditados à posição dos acionistas no dia 24 de junho de 2019 e terão os mesmos direitos das ações já existentes, inclusive dividendos e/ou juros sobre o capital próprio que venham a ser declarados após a emissão das ações oriundas da bonificação.

O que são as bonificações

A distribuição de bonificações em ações geralmente não traz efeito positivo sobre a posição em ações do investidor, já que o aumento na quantidade de papéis acaba sendo compensado pela queda no preço dos mesmos.

Portanto, ter 400 ações a R$ 50 cada, ou 500 a R$ 40 cada faz pouca diferença, já que o valor da posição, de R$ 20.000, segue o mesmo. É como se o valor de mercado da empresa fosse diluído em mais "parcelas". 

A bonificação é a distribuição de resultados com a incorporação de reservas ao capital social. A bonificação aumenta o capital social e a quantidade de ações da empresa, mas sem alterar o valor do patrimônio líquido, já que as reservas fazem parte do patrimônio da companhia.

Deste modo, isso explica porque não existe alteração no valor possuído por cada acionista, pois, na prática, a empresa não vale mais por conta deste evento.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!

 

Contato