Em ultimas-noticias

Brasil é hoje o “patinho feio dos Brics”, diz especialista em fusões e aquisições

Segundo Cláudio Gonçalves, diretor da Planning Consult, só uma mudança no cenário político-econômico brasileiro, a partir das eleições, poderá reconquistar confiança do investidor estrangeiro

SÃO PAULO - Enquanto Índia e Rússia — nações emergentes que, assim como o Brasil, integram os chamados Brics — projetam crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) na faixa de 5% e 3% para este ano, nosso país figura na lanterna do ranking do crescimento econômico do segundo trimestre.

É por isso que, neste momento, o Brasil é o “patinho feio dos Brics”, na opinião do especialista em fusões e aquisições Cláudio Gonçalves, que participou do programa Upside desta terça-feira (4).

Para ele, o país depende de ajustes na política e na economia para reconquistar a confiança do investidor estrangeiro, gerar empregos e trilhar novamente a rota do crescimento.

“A partir do momento que o governo (eleito) começar a aprovar algumas reformas, a gente pode começar a sentir o investidor voltando, e o termômetro disso é o mercado de capitais”, projetou Gonçalves, que é diretor da Planning Consult, em entrevista a Shin Lai, analista de investimentos da Upside Investor e responsável pelos relatórios Super Combo Upside.

Para entender com mais profundidade o cenário político-econômico e as perspectivas dos Brics, veja o programa Upside.

E uma novidade é que, agora, os relatórios Super Combo Upside contemplam também fundos imobiliários. Assine aqui.

Contato