Em telemarnorteleste

Ação da Telemar Norte Leste recua 9,14% e alcança maior baixa semanal do Ibovespa

Impasses na reestruturação societária pesaram sobre o desempenho dos papéis; reunião foi marcada para 27 de fevereiro

SÃO PAULO – As ações da Telemar Norte Leste (TMAR5) lideraram as perdas da carteira teórica do Ibovespa no período entre 23 e 27 de janeiro, após recuarem 9,14% e fecharem cotadas a R$ 44,66. O benchmark da bolsa brasileira obteve avanço de 0,96% na semana, aos 62.904 pontos, após um rali de oito pregões positivos consecutivos ser interrompido por uma queda de 0,08% na sexta-feira (27). Com a baixa semanal, os papéis passam a ter desempenho negativo no ano, de 0,27%.

Questões de governança corporativa vêm pesando no humor dos investidores, com as indefinições acerca da reestruturação societária da companhia. Uma decisão a esse respeito é fundamental para diminuir os custos operacionais e administrativos do Grupo Oi, dar mais liquidez a seus papéis e construir uma política clara de distribuição de dividendos.

Grupo Oi convoca assembleia
Na quarta-feira (25), o grupo convocou uma assembleia geral extraordinária para o dia 27 de fevereiro, junto aos acionistas da Telemar Norte Leste, da Telemar e da Brasil Telecom, para dar continuidade à reorganização societária que a holding enfrenta desde o início do ano passado.

De acordo com o comunicado, a assembleia geral servirá para aprovar a bonificação e o resgate referente aos papéis da Brasil Telecom, bem como a cisão parcial da Telemar, com incorporação pela Coari Participações, que será englobada pela Brasil Telecom. Além disso, a Tele Norte Leste também terá a totalidade dos ativos repassados à nova companhia-mãe, que se chamará Oi Brasil.

Outros destaques
Entre as maiores quedas do Ibovespa na semana, destaque também para as ações da Hypermarcas (HYPE3, R$ 10,50, -8,70%), Light (LIGT3, R$ 27,22, -6,94%), Telefônica Brasil (VIVT4, R$ 48,64, -4,83%), Fibria (FIBR3, R$ 14,80, -3,27%) e Itausa (ITSA4, R$ 11,66, -3,16%).


 

Contato