Em tectoy

Ações da Tectoy disparam até 41% com a volta do Pense Bem, brinquedo de clássico dos anos 80

A euforia na bolsa é sustenta por um forte volume financeiro movimentado com as ações, que atinge R$ 802 mil neste momento, contra média diária de R$ 43 mil 

TecToy Pense Bem
(Divulgação/TecToy)

SÃO PAULO - Pouco negociadas na bolsa, as ações da Tectoy (TOYB3; TOYB4) disparam nesta quarta-feira (16), na esteira do anúncio da volta da venda do Pense Bem, brinquedo que foi sucesso na década de 1980.

Às 14h50 (horário de Brasília), os papéis ordinários da fabricante de brinquedos subiam 26,32%, a R$ 4,80, enquanto as ações preferenciais saltavam 38,61%, a R$ 5,60. Na máxima do dia, esses ativos registraram ganhos de 31,32% e 41,34%, respectivamente, a R$ 4,99 e R$ 5,71. 

O movimento era acompanhado por forte volume financeiro. No caso dos papéis PNs - que possuem mais liquidez na bolsa -, o giro financeiro atingia R$ 802 mil neste pregão, contra média diária de R$ 43 mil nas últimas 21 sessões. 

Relançamento do Pense Bem
Após quase 30 anos de seu lançamento, a Tectoy anunciou ontem o relançando o Pense Bem no Brasil. Antes, a empresa já havia anunciado a volta do Mega Drive e Atari. O primeiro, puxou uma alta de até 340% da ação da companhia em 4 pregões entre o fim de outubro e início de novembro de 2016; enquanto o segundo não mexeu muito com os papéis. 

As pré-vendas do Pense Bem ocorrem pelo site da empresa por R$ 270. O dispositivo chega oficialmente às lojas em setembro deste ano, por R$ 300.

A volta do Pense Bem é uma dupla comemoração. Marca os 30 anos da Tectoy e das duas décadas de lançamento do próprio aparelho, que chegou às lojas brasileiras em 1988, afirmou Stefano Arnhold, presidente do conselho da Tectoy, em comunicado.  

 

Contato