Stock Pickers

Stock Pills: Os “opostos” se atraem: o novo normal do Brasil é bolsa e dólar em alta juntos

Diferentemente do que era no passado, valorização do dólar não necessariamente é uma má notícia para o Brasil

arrow_forwardMais sobre

De 2002 até 2016, bolsa e dólar tinham correlação negativa (quando um subia, o outro caia, e vice-versa). Está otimista? Compre ações! Está pessimista? Vá para o dólar. Isso mudou: em 2018 tanto Ibovespa quanto o dólar subiram e, apesar das quedas recentes do nosso índice de ações, temos renovado sequencialmente nossas máximas históricas na bolsa.

Para entender os motivos que têm feito ambos andarem juntos e como dólar forte pode ser bom para o Brasil, o Stock Pills dessa semana trouxe José Rocha, gestor da Dahlia Capital, para dar uma verdadeira aula sobre dólar e economia brasileira.

O “Zé” falou da mudança nos rumos da nossa política econômica e dos efeitos de uma taxa Selic que saiu dos 14,25% lá de 2016 para os atuais 4,25% ao ano, movimento que destruiu o principal produto de exportação do Brasil: o juro real. “Nos últimos 30 anos, o que o Brasil mais exportou não foi soja nem minério de ferro, foi o juro real. Capital especulativo entrava aqui única e exclusivamente para comprar título da dívida pública, fazendo o dólar ficar permanentemente muito baixo.”

Antes, um capital especulativo vinha para o Brasil beber dessa fonte de juro real alto, agora, como o juro atingiu sua mínima histórica, esse capital “infiel” foi embora. E como atrair um capital mais “de longo prazo”? Entregando crescimento econômico – o que não tem sido a realidade até o momento.

Embora o dólar esteja encarecendo a viagem de férias de muita gente, não necessariamente é uma “má notícia” para o Brasil. “As pessoas associam o dólar subir como sendo um coisa ruim, mas bolsa sobe e dólar sobe por que? Estamos vendo a primeira desvalorização cambial benigna desde 1999, dólar alto vai ajudar no processo de substituição de importações, vai ajudar a indústria local, gerar empregos, e assim contribuir para uma melhora mais rápida para o PIB.”

Diante desse cenário, o Dahlia Total Return está comprado em bolsa e comprado em dólar desde o primeiro dia do fundo (30/05/2018).

Para saber mais detalhes sobre a verdadeira aula sobre dólar do Zé, escute abaixo o Stock Pills que preparamos para vocês.

Apresentado por Thiago Salomão, analista da Rico Investimentos, e Renato Santiago, do InfoMoney, o Stock Pickers é um podcast que vai ao ar toda quinta-feira. Você pode seguir e escutar pelo Spotify, Spreaker, Deezer, iTunes e Google Podcasts.