Stock Pickers

Por que a O3 Capital é comprada na Netflix e vendida no Spotify

Bernardo Brega, portfolio manager da O3 Capital, explica o racional por trás do “Long & Short”

Por  Josué Guedes

No Coffee & Stocks de hoje, recebemos a Bernardo Brega, portfolio manager da O3 Capital, gestora com 7 anos que administra os recursos do empresário Abilio Diniz, mas que só em 2021 abriu para o público geral. No episódio, o Bernardo trouxe uma análise de valor relativo, comparando as empresas Netflix (NFLX34) e Spotify (S1PO34).

Para começar, Bernardo explicou que a O3 está atualmente comprada em Netflix, isto é, espera que o preço da ação suba, e vendida no Spotify, esperando que o preço caia ao longo do tempo. De semelhanças, ele apontou que os dois nomes são empresas de streaming por assinatura, mas indicou várias diferenças que explicam o porquê ele prefere um ao outro.

A Netflix é uma empresa que atua em filmes e séries, ou seja, é um segmento em que as pessoas querem sempre novidades, e a companhia está muito na frente na geração de conteúdo quando comparamos com a competição. Enquanto isso, o Spotify atua numa indústria onde as pessoas repetem muito mais (as músicas que escutam) e na qual existem as grandes gravadoras que tem os direitos autorais, ou seja, a companhia precisa pagar uma taxa pra cada vez que um assinante escuta uma música e, dessa forma, ela não ganha o que chamam de alavancagem operacional. Bernardo também explicou que o churn da Netflix, uma métrica de cancelamento de assinaturas, é muito mais baixo do que as competidoras, enquanto esse indicador não é um diferencial competitivo pro Spotify atualmente.

Clique no player (ou aqui) para assistir a aula que o Bernardo deu sobre essas duas grandes empresas!

Compartilhe