Bate-boca no Senado

“Vossa excelência vestiu a carapuça de golpista”, diz senadora petista a Aloysio Nunes

Senadores protagonizaram um bate-boca ontem no Senado, após Gleisi Hoffman acusar o PSDB de adotar uma postura "golpista" e de "criar um clima" para desestabilizar governo

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na última segunda-feira (6), a senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) e o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) protagonizaram uma discussão no Plenário do Senado, logo após a convenção do PSDB em que alguns tucanos defenderam a saída da presidente Dilma Rousseff do poder. 

Não dá para este país viver numa situação como esta. Essa balbúrdia política de querer ganhar a qualquer custo, de querer tirar a presidenta Dilma da Presidência da República não serve ao desenvolvimento do país, não serve à sua estabilidade, não serve ao fortalecimento das suas instituições. Nós estamos num país democrático. Dispute-se a eleição, ganhe-se na eleição. Mas não o golpe; o golpe nós não podemos aceitar”, afirmou a senadora.

Gleisi reconheceu  que o país atravessa um momento de dificuldade econômica, mas nada comparável à situação de outros países, como a Grécia.

Aprenda a investir na bolsa

Mesmo com a perda de postos de trabalho e a pressão inflacionária, Gleisi Hoffmann acredita que o país tem capacidade de reverter essa situação por causa de suas condições macroeconômicas, como as reservas internacionais, as instituições sólidas e os investimentos estrangeiros. Além disso, afirmou a visita da presidente da República aos Estados Unidos mostrou o interesse dos estrangeiros de investir dinheiro no Brasil, afirmou.

Gleisi Hoffmann ainda citou o desempenho atual de setores do agronegócio e as vendas de livros na Feira Literária de Paraty como exemplos positivos de desempenho da economia, o que mostra que a situação difícil não é generalizada, como alguns querem passar para a sociedade. Por isso, ela acredita que “não procedem as acusações de que o país está sem rumo, desgovernado. E também não merecem prosperar quaisquer tentativas de afastamento da presidente Dilma Rousseff ou de questionamento da legitimidade de seu governo”.

O senador Aloysio Nunes reagiu: “Eu sou um senador da oposição. Você chamou a oposição de golpista. Estou contestando”. Aloysio Nunes afirmou que os ataques mais cruéis a Dilma vieram não da oposição, mas do ex-presidente Lula, que teria dito que o governo está no “volume morto”. O senador também criticou o papel do vice-presidente Michel Temer, que, em sua opinião, foi rebaixado a distribuidor de verbas em busca de apoio político.

A ex-ministra da Casa Civil rebateu: “não lhe chamei de golpista. Vossa excelência vestiu a carapuça”. “Quer se criar um clima de que tudo está ruim, de que a presidenta não tem mais credibilidade. Não estou dizendo que o país está uma beleza. Eu subo a essa tribuna para dizer que esse país não é a feiura que vossas excelências pintam”

Na tribuna em seguida, Aloysio Nunes rebateu e comparou o governo do PT a uma “bananeira que já deu cacho, não tem mais o que sair de bom”. “Não desejo o fim do governo da presidente. Quero ganhar deles no voto, em 2018. Mas se acontecer algo antes, no sentido de interromper o mandato, estaremos em condição de fazer uma transição tranquila e assumir as rédeas”, completou.

(Com Agência Senado)

PUBLICIDADE