Crise institucional

Veja por que Temer tentou convencer Renan a renunciar

O presidente queria evitar que uma crise atrapalhasse a tramitação das medidas do ajuste fiscal no Congesso<span> </span>

SÃO PAULO – O presidente Michel Temer tentou convencer seu colega de partido Renan Calheiros a renunciar à presidência do Senado, segundo informa a revista Época. Em uma conversa no fim de semana, Temer teria dito a Renan que essa alternativa evitaria uma crise e tornaria possível uma “saída honrosa”, mesmo se o senador deixasse o posto atacando o STF (Supremo Tribunal Federal), que o declarou réu na semana passada.

O objetivo de Temer era evitar que o desenrolar da situação de Calheiros se agravasse e atrapalhasse o andamento das medidas de ajuste fiscal no Congresso, como a PEC do Teto dos Gastos, com segunda votação prevista para o dia 13 de dezembro, e a Reforma da Previdência.

Nesta segunda-feira (5), o ministro do STF Marco Aurélio Mello acatou um pedido da Rede Sustentabilidade e decidiu pelo afastamento de Renan da presidência do Senado. Nesta terça-feira (6), a mesa diretora da Casa decidiu não cumprir a decisão monocrática de Mello e aguardar a deliberação do plenário da Corte, previsto para esta quarta-feira (7).

PUBLICIDADE