Eleições

Urnas eletrônicas passarão por auditoria em tempo real nas eleições, anuncia TSE

O anúncio foi feito pelo presidente da Corte, Luiz Fux, que explicou que a aferição ocorrerá em todo o País e que as urnas verificadas serão escolhidas por meio de sorteio

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Nas eleições de outubro deste ano, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) fará uma auditoria em tempo real nas urnas eletrônicas para evitar fraudes. O anúncio foi feito pelo presidente da Corte, Luiz Fux, que explicou que a aferição ocorrerá em todo o País e que as urnas verificadas serão escolhidas por meio de sorteio.

Segundo Fux, a auditoria em tempo real era um antigo pedido de estudiosos relacionados à área. Nas últimas eleições, as urnas já passavam por testes públicos antes do pleito, sendo testadas por hackers, mas o ministro diz que a checagem em tempo real foi aprovada “em nome da transparência, legalidade e moralidade”.

Na manhã desta quarta-feira (30), Fux e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), participaram de seminário no TSE sobre a segurança da urna eletrônica. A ideia foi mostrar que o processo é seguro e não corre risco de passar por fraudes. O primeiro turno ocorre em 7 de outubro e o segundo no dia 28 do mesmo mês.

PUBLICIDADE

O secretário de Tecnologia da Informação do TSE, Giuseppe Janino, negou que a urna eletrônica seja idealizada por empresas estrangeiras com supostos interesses políticos em manipular resultados, sendo ela desenvolvida por técnicos do próprio tribunal e do governo.