Turbulência política não intimida e mercados seguem amparados por otimismo

Depois de Silas Rondeau, ex-ministro de Minas e Energia, presidente do Senado é alvo de acusações de práticas ilícitas

SÃO PAULO – A atual turbulência no quadro político do país, que em tempos passados chegou a impactar diretamente no desempenho dos mercados domésticos, parece não intimidar o otimismo dos investidores. Prova disto é que, nesta segunda-feira, o Ibovespa mantém sua trajetória de alta e o dólar segue em desvalorização frente ao real.

Depois de Silas Rondeau – ex-ministro de Minas e Energia – pedir demissão após denúncias de suposto envolvimento em fraudes orçamentárias apuradas pela Operação Navalha da Polícia Federal, quem rouba a cena com acusações de práticas ilícitas é Renan Calheiros, presidente do Senado.

Às 15:30 horas desta segunda-feira (horário de Brasília), Calheiros irá se pronunciar ao Congresso contra as denúncias de suposto envolvimento com o lobista Cláudio Gontijo, da construtora Mendes Júnior.

Gontijo pagaria despesas pessoais de Calheiros

Segundo reportagens publicada pela mídia brasileira nos últimos dias, Gontijo seria responsável pelo pagamento de algumas despesas pessoais de Calheiros, incluindo aluguel (no valor de R$ 4,5 mil) de um apartamento em Brasília para sua ex-namorada, a jornalista Mônica Veloso, e a pensão de R$ 12 mil para a filha da jornalista com o presidente do Senado.

A assessoria de Calheiros informou que o senador irá se defender das acusações apresentando declarações de seu Imposto de Renda de anos passados.