Política

The Economist avalia futuro de Temer e aponta o que poderá salvar o presidente

Segundo o texto, deputados avaliam que contenção da Lava Jato e a recuperação da economia seriam a base para conseguirem algo em 2018 e a queda de Temer não ajudaria em nada

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A The Economist foi uma das grande publicações estrangeiras a tomar partido durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, clamando pela saída da petista do cargo. Desta vez, a publicação britânica decidiu se posicionar também em relação à crise política vivida pelo presidente Michel Temer.

Mesmo com graves denúncias contra ele e uma grande briga na própria base aliada, a publicação afirma que Temer deve conseguir se livrar do processo no STF (Supremo Tribunal Federal) graças à blindagem de que será alvo pela maioria dos deputados federais, que não teriam nenhum benefício com seu afastamento.

A tese é que o governo vai conseguir parar na Câmara dos Deputados o andamento da denúncia contra o presidente. “Mesmo antes das acusações, o governo de Temer era o mais impopular já registrado, com uma aprovação de apenas 7%. Em junho, ele se manteve no cargo quando o tribunal eleitoral decidiu absolvê-lo (…) da acusação de financiamento ilegal de campanha em 2014. Mas ele mantém apoio onde mais importa: no Congresso”, afirma a Economist.

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com o texto, os políticos vão entender a importância das reformas e o alívio da crise como algo decisivo se quiserem conquistar algo nas eleições de 2018. Além disso, frear o avanço da Operação Lava Jato estaria entre as estratégias que seriam beneficiadas com a manutenção de Temer no cargo.

“Os deputados parecem ter decidido que duas coisas são necessárias para terem uma chance de reeleição em 2018: uma recuperação da economia e uma contenção da investigação de corrupção em constante expansão, chamada de Operação Lava Jato. Em nenhuma dessas questões, a remoção de Temer lhes serviria bem”, diz a matéria.