Impeachment

Solidariedade vai à Justiça tentar barrar pronunciamento de Dilma nesta noite

"Não podemos assistir calados Dilma usar a máquina pública em horário nobre para se defender da votação de domingo", diz a nota do partido

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Solidariedade afirmou na tarde desta sexta-feira (15), por meio de nota, que vai protocolar uma ação civil pública na Justiça Federal de Brasília para tentar barrar o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff nos meios de comunicação marcado para às 20h de hoje.

“Não podemos assistir calados Dilma usar a máquina pública em horário nobre para se defender da votação de domingo. A Comissão do Impeachment deu todas as chances para ela ir pessoalmente à Câmara se defender, mas preferiu fazer do Advogado Geral da União garoto de recados”, afirmou o deputado federal Paulinho da Força (SP), presidente nacional do partido.

Ontem, já circulavam na mídia notícias de que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva iriam gravar uma mensagem em vídeo para denunciar o que chamam de “golpe” em curso no País e tentar passar confiança para a população e parlamentares. Mais cedo o ex-presidente divulgou um vídeo em sua página no Facebook.

Aprenda a investir na bolsa