Sistema irá permitir que pessoas acompanhem atuação do Judiciário

O Sistema Justiça Aberta irá permitir que qualquer cidadão acompanhe os dados do Judiciário pela internet

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) lançou, na última terça-feira (24), o Sistema Justiça Aberta, que irá permitir que as pessoas acessem os dados estatísticos do Judiciário.

Segundo a Agência Brasil, o novo sistema foi desenvolvido com o objetivo de oferecer uma visão contextualizada do Poder Judiciário e possibilitar o acompanhamento da atuação do setor.

“Esses dados vão estar disponíveis para que os mais diversos setores da sociedade brasileira possam dialogar diretamente com o CNJ e com os diversos órgãos juridicionais de forma crítica, dizendo, inclusive, que determinado tipo de concepção pode estar equivocado”, afirmou o presidente do CNJ e do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes.

Comparação

Aprenda a investir na bolsa

O sistema também irá permitir a edição de quadros comparativos entre juízos de uma mesma região ou estado. O acesso ao sistema já está disponível pelo site www.cnj.jus.br.

Para o corregedor nacional de Justiça, ministro César Asfor Rocha, a preocupação do Conselho é estabelecer linhas de planejamento de gestão para o Judiciário. “A questão disciplinar ainda é objeto de nossas preocupações. Mas o que revela a ação atual é estabelecer pontos de gestão, pontos estratégicos de atuação judiciária”, afirmou.