Simon reforça pedido para a saída de Sarney e faz crítica quanto à postura de Lula

Parlamentar acredita que presidente da República influenciou PT para ficar a favor da permanência de Sarney

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após o arquivamento de todas as representações contra o atual presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), parlamentares voltaram a fazer nesta segunda-feira (10) declarações a favor da saída de Sarney do controle da Casa.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) voltou a pedir em discurso que Sarney se afaste da Presidência do Senado para que se possa investigar se as denúncias feitas contra ele têm fundamento. De acordo com Simon, o arquivamento das acusações teria sido efetuado “sem investigar nada”.

O parlamentar ainda criticou o posicionamento do PT, que apoia Sarney, incitando que isto fora influenciado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. “Eu não vi uma intervenção tão grosseira, tão sem pudor como a do presidente Lula com relação à manutenção do presidente Sarney (…) o perigo para o presidente Lula é a soberba (referindo-se à sua aprovação de 80%)”, declarou Simon.

Troca de partidos

PUBLICIDADE

Segundo Simon, “um fato novo importante pode estar surgindo”. Este fato seria a possível ida da senadora Marina Silva (PT-AC) para o PV, pelo qual poderia concorrer à presidência da República nas eleições de 2010.

O senador também questionou os primeiros rumos tomados pela CPI da Petrobras, uma vez que o relator, senador Romero Jucá (PMDB-RR), “arquivou 90% das petições” e decidiu “convidar”, e não “convocar”, o presidente da estatal para prestar esclarecimentos sobre as possíveis irregularidades em seus balanços financeiros.