Segundo Garibaldi, nova CPMF terá dificuldades de aprovação no Senado

Presidente da Casa diz que a contribuição deve ser aprovada apenas em último caso; Aloízio Mercadante manifesta-se contra

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Na última quarta-feira, o presidente do Senado Garibaldi Alves (PMDB-RN) afirmou que a nova CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) provavelmente encontrará problemas para ser aprovada no Senado.

Além disso, Garibaldi afirmou que a implementação de um imposto para financiar a área de saúde deve ocorrer apenas em último caso. Além disso, declarou que a tentativa dos líderes da Câmara seria um ressentimento pela derrota no passado.

Discordâncias

O senador Aloízio Mercadante (PT-SP) manifestou-se contra com a proposta do PT da Câmara de reeditar a contribuição. Para Mercadante, o novo tributo teria de ser criado por meio de emenda à Constituição.

Aprenda a investir na bolsa