Novo partido

Rede Sustentabilidade, de Marina, volta a coletar assinaturas para legalizar partido

A meta do partido é angariar 100 mil assinaturas até o final deste ano, sendo uma média de 50 mil ao mês; intenção é conseguir o registro no início do ano que vem

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Rede Sustentabilidade, de Marina Silva, retomou o processo de coleta de assinaturas para a formação oficial do partido. Segundo informações do site oficial de Marina, a intenção é conseguir o registro no início do ano que vem.

Para isso, a meta do partido é angariar 100 mil assinaturas até o final deste ano, uma média de 50 mil ao mês. “A coleta já começou e confio que iremos alcançar nosso objetivo”, afirma Pedro Piccolo, membro da Comissão Executiva Nacional Provisória da Rede Sustentabilidade.

No ano passado, a Rede teve 442.525 assinaturas reconhecidas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), das 668 mil enviadas aos cartórios e 904 mil coletadas, e chegaram mais 9 mil assinaturas certificadas posteriormente, mas não conseguiu se registrar para disputar as eleições de 2014. Com isso, os integrantes da Rede passaram a integrar outros partidos, enquanto Marina integrou a chapa de Eduardo Campos pelo PSB como vice-presidente em outubro de 2013, passando a assumir a candidatura à presidência após a morte do pernambucano, em 13 de agosto deste ano. 

PUBLICIDADE

A Rede elegeu seis candidatos nas eleições de 2014, com um senador, dois deputados federais, dois estaduais e um distrital, No total, a Rede teve 105 postulantes a cargos proporcionais e majoritários, incluindo a candidatura de Marina.

No Distrito Federal, foram eleitos o deputado federal José Antônio Reguffe, agora para o Senado e o deputado distrital Joe Valle foi reeleito, sendo ambos foram candidatos pelo PDT.  No Maranhão, foram eleitos a deputada estadual Eliziane Gama (PPS), que passa a ser deputada federal, e Carlos Wellington, o Wellington do Curso, para deputado estadual. No Rio de Janeiro, foi reeleito o deputado federal Miro Teixeira (PROS). No Amazonas, também foi reeleito o deputado estadual Luiz Castro (PPS).

Segundo Piccolo, “com a redução da quantidade de votantes válidos para deputado federal nas eleições de 2014 em comparação com 2010, a quantidade de assinaturas certificadas para conseguir o registro agora passou para 483 mil assinaturas, restando pouco mais de 30 mil assinaturas certificadas para serem conseguidas neste momento”.

Os interessados em participar da coleta de assinaturas devem entrar no site da Rede Sustentabilidade, imprimir a ficha de apoio, preencher com os dados eleitorais e enviar a um endereço de seu estado.