Ministro do STF

Raquel Dodge certamente fará reanalise de procedimentos de Janot, diz Gilmar Mendes

Ministro do Supremo também elogiou nova comandante da Procuradoria-Geral da República, empossada nesta segunda-feira

arrow_forwardMais sobre
O ministro do STF, Gilmar Mendes (Divulgação)
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – No dia em que Raquel Dodge assumiu o comando da Procuradoria-Geral da República, sucedendo a Rodrigo Janot, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, disse que a nova comandante da instituição “certamente” fará uma reanálise dos procedimentos adotados na gestão anterior, para evitar “erros e equívocos que estavam se acumulando”. Em entrevista a jornalistas, o magistrado elogiou a nova PGR e seu discurso de continuidade ao combate à corrupção e de inclusão de outros temas à agenda da instituição.

“Certamente a procuradora-geral vai fazer uma reanálise de todos os procedimentos que estão ainda à sua disposição, de maneira natural, para certamente evitar erros e equívocos que estavam se acumulando”, disse o ministro do STF. Gilmar Mendes é um dos principais críticos ao acordo de delação premiada com executivos do grupo J&F. O magistrado não participou do julgamento que rejeitou, por 9 votos a 0, o pedido de afastamento de Janot das investigações contra o presidente Michel Temer.

Sobre Dodge e seu discurso de posse, o ministro adotou tom elogioso: “Ouvi o discurso da procuradora Raquel Dodge e fiquei impressionado. Sua Excelência falou que vai dar continuidade ao trabalho de combate à corrupção, mas colocará outros temas também na agenda – a defesa dos direitos humanos, a questão da saúde, dos presos, a questão indígena. E enfatizou muito que as investigações devem ser feitas dentro dos devidos marcos legais. Acho que ela deu uma boa resposta”.

Aprenda a investir na bolsa