EM DESTAQUE EUA surpreendem e criam 2,5 milhões de empregos em maio; taxa de desemprego cai a 13,3%

EUA surpreendem e criam 2,5 milhões de empregos em maio; taxa de desemprego cai a 13,3%

Quase metade dos brasileiros acreditam que protestos sobre economia devem aumentar

No mundo percentual é de 55%; resultados mostram que as pessoas estão preocupadas com a atual situação econômica mundial

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Quase metade dos brasileiros, 48%, acreditam que as manifestações públicas sobre economia e os protestos de trabalhadores em todos os setores devem aumentar em 2012, segundo revela pesquisa feita pelo Ibope Inteligência em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research.

De acordo com o levantamento, que ouviu 51.425 pessoas em 58 países, o número é sete pontos percentuais menor do que a média global, de 55%.

Para as entidades, os resultados mostram que as populações estão preocupadas com a atual situação econômica mundial.

PUBLICIDADE

Outros países
Ao analisar os países participantes, a pesquisa aponta que as populações da Irlanda e da China são as que mais acreditam que o número de greves ou protestos irá aumentar este ano, com percentuais que chegam a 74% e 71%, respectivamente.

Hong Kong e Uzbequistão, por outro lado, registram os menores percentuais de aumento nas manifestações este ano, de 5% e 11%, nesta ordem .

Na vizinha Argentina, a crença no aumento do número de protestos atinge 43% da população. Por região, a maior crença está no norte da Ásia, de 62%, seguida pelo sul do continente asiático (57%), a Europa ocidental (57%) e a América do Norte (54%). Na América Latina, o percentual é de 45%. O leste da Ásia, o oeste da Ásia e o mundo Árabe registraram os menores percentuais de 31%, 35% e 39% cada.