Análise

Qual o saldo do ato do PT que lançou Lula candidato?

Se por um lado o ato teve êxito ao lotar as ruas da cidade, a leitura da carta de Lula pode gerar confusão entre os eleitores

arrow_forwardMais sobre

Cinco considerações sobre o ato de registro da candidatura de Lula.

1) A estratégia de se fazer do ato um momento de demonstração de apoio popular teve êxito. A praça dos tribunais em Brasília foi preenchida por milhares de militantes e simpatizantes. Representantes do MST e da CUT também marcaram forte presenca. As imagens de hoje com certeza vão fazer parte do material de campanha.

2) Ato do PT pode mudar o entendimento do TSE sobre a ficha limpa? Pouco provável. Hoje a tendência é de ser mantido o entendimento de que, condenados em segunda instância, não podem disputar eleições.

PUBLICIDADE

3) O ato, no entanto, serve para pavimentar a estratégia de se tentar criar um sentimento em parte do eleitorado de que “campanha sem Lula, é golpe”.

4) Haddad e Manuela foram lembrados em vários discursos, o que mostra a tentativa de reforçar uma associação dos dois com Lula.

5) Por fim, a dinâmica de ler carta do ex-presidente em cima do carro de som se mostrou enfadonha. E, a depender de como é feita a leitura, pode se gerar ainda mais confusão, não se sabendo se o recado é de Lula ou de quem está lendo a mensagem.