PT aceita pedido de afastamento do tesoureiro Delúbio Soares

Com demissão de Pereira e Delúbio, cria-se expectativa em relação à permanência ou não de Genoino na presidência do PT

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após o afastamento do secretário-geral do Partido dos Trabalhadores Silvio Pereira na tarde da última segunda-feira, o PT divulgou nota nesta terça-feira aceitando o pedido de afastamento de Delúbio Soares do cargo de tesoureiro do partido.

Delúbio havia sido acusado pelo deputado Roberto Jefferson de ser o responsável pela distribuição de “mensalão” a parlamentares da base aliada em troca de apoio político no Congresso.

Assinatura em empréstimo do PT

Em matéria publicada na edição desta semana da revista Veja, o nome e a assinatura do ex-tesoureiro aparecem em contrato de empréstimo de R$ 2,4 milhões realizado pelo PT junto ao banco BMG, no ano de 2003.

PUBLICIDADE

No mesmo contrato, estão as assinaturas de José Genoino e Marcos Valério, avalista no contrato e acusado por Roberto Jefferson de “operador do mensalão”. Este seria o primeiro sinal de um possível envolvimento do PT com Marcos Valério.

Com o agravamento das turbulências do cenário político, cria-se a expectativa em relação à permanência ou não de José Genoino na presidência do PT. Segundo informações vinculadas na imprensa na última segunda-feira, Genoino já acertara seu afastamento com o presidente Lula, no entanto, estas informações não foram confirmadas.