Mais uma para o currículo

Procurador da república denuncia Maluf por suspeita de caixa dois na eleição de 2010

Em texto protocolado no STF, Janot afirma que a Eucatex foi responsável por disponibilizar R$ 168,5 mil para a campanha de reeleição do deputado.

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O deputado Paulo Maluf (PP) foi denunciado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por ter utilizado recursos de uma de suas empresas na campanha eleitoral de 2010. Ele não teria declarado o movimento para a Justiça Eleitoral.

Em texto protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF), Janot afirma que a Eucatex, companhia que pertence ao clã familiar de Maluf, foi responsável por disponibilizar R$ 168,5 mil para a campanha de reeleição de Maluf. O montante foi destinado para a compra de material de publicidade.

De acordo com o procurador-geral da República, o valor não foi declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que caracteriza a prática de caixa dois. “O denunciado tinha plena consciência dos fatos praticados e, podendo agir de forma diversa, não realizou nenhuma conduta para impedir o resultado”, explica Janot no texto.

PUBLICIDADE

De acordo com o procurador-geral da República, a Eucatex já foi utilizada por Maluf em outros “esquemas delitivos em que está envolvido, para remessa ilegal de capitais ao exterior, notadamente recursos públicos desviados da Prefeitura de São Paulo”.