Privatização da Sabesp começará a ser discutida em plenário na segunda-feira

Mesmo com a perspectiva de uma votação sem muitos problemas, a oposição mantém a postura combativa.

Estadão Conteúdo

(ALESP / Divulgação)

Publicidade

Com pressa para aprovar a Projeto de Lei (PL) que trata sobre a privatização da Sabesp, a base do governo conseguiu, durante reunião do Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), nesta quarta-feira, 29, que fosse adiantado em um dia o início das discussões envolvendo o PL. Na próxima segunda-feira, 4, às 16h30, uma sessão extraordinária dará início, em plenário, ao debate sobre a desestatização da companhia de saneamento.

Mesmo com o adiantamento, é previsto que a discussão tome “corpo” apenas na terça-feira, dia com um quórum maior de parlamentares na Casa. Seguindo a agenda apresentada pelo Executivo.

O que o governo Tarcísio de Freitas (Republicanos) têm passado a seus aliados, é que o projeto conta com o apoio de cerca de 60 deputados estaduais, mais que o suficiente para aprovar o PL, que precisa da maioria simples de 48 deputados para avançar.

Continua depois da publicidade

De acordo com a oposição, o governo está “irredutível” com a aprovação do projeto ainda na semana que vem.

Mesmo com a perspectiva de uma votação sem muitos problemas, a oposição mantém a postura combativa.

Ao Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), o deputado estadual Emídio de Souza (PT) afirmou que ainda pretende atuar em todos os campos contra o projeto “parlamentar, mobilização e jurídico”.

Newsletter

Infomorning

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.