Acontecerá, mas...

Privatização da Petrobras vai acontecer, mas está fora de cogitação no momento, afirma ministro

Declaração de Fernando Coelho Filho foi feita durante o programa Roda Viva, da TV Cultura:  "não dá para tocar todas as agendas", apontou

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou que a privatização da Petrobras (PETR3;PETR4) deve acontecer. Contudo, salientou que o movimento está  “fora de cogitação” no momento. “Acho que vai acontecer, é um caminho, mas não dá para tocar todas as agendas”, avaliou.

“Temos de aproveitar o momento para fazer algumas coisas, mas na velocidade possível”, completou. Ele foi questionado sobre o assunto pela economista Elena Landau, ex-conselheira da Eletrobras. Ela avaliou que atualmente a sociedade,  com exceção de alguns grupos sindicais e políticos, apoia a privatização de estatais. Neste sentido, o governo deveria avançar mais no programa de desestatização. “Por que não se aproveita o momento positivo e não se fala de Petrobras?”, questionou.

“Concordo com tudo o que você falou”, afirmou Coelho Filho. Contudo, o ministro destacou que a privatização da Eletrobras já é um “desafio enorme” para o ministério. Além disso, ele apontou que, embora o volume de dívidas da Petrobras seja superior ao da Eletrobras, a relação dívida líquida/caixa da empresa de energia é quase o dobro da observada na petrolífera, o que justificaria a preferência pelo processo da elétrica.

Aprenda a investir na bolsa

Já sobre o processo de privatização da Eletrobras, o ministro disse que o processo incluirá Furnas e Chesf, que são subsidiárias da Eletrobras. “Vamos privatizar a Eletrobras enquanto holding e suas filiadas”, apontou.