Invstigação

Polícia Federal atribui crime de obstrução de Justiça a Lula, Dilma e Mercadante

Na prática, este ainda não é um indiciamento dos três, mas a PF sustenta que "o conjunto probatório é suficiente"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Polícia Federal atribuiu aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff os crimes de obstrução de Justiça, enquanto ao ex-ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil e Educação) foi atribuído os crimes de tráfico de influência e obstrução de Justiça. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O delegado da PF Marlon Oliveira Cajado dos Santos, do Grupo de Inquéritos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, sugere que os ex-presidentes e o ex- ministro sejam denunciados criminalmente, mas em primeiro grau judicial – no âmbito da Justiça Federal do Distrito Federal – porque nenhum deles, Lula, Dilma e Mercadante, detém foro privilegiado na Corte máxima.

O relatório foi encaminhado ao ministro Edson Fachin, agora relator da Lava Jato no STF, e ao procurador-geral da República Rodrigo Janot. Na prática, este ainda não é um indiciamento dos três, mas a PF sustenta que “o conjunto probatório é suficiente”.

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com o documento, ao nomear Lula como ministro-chefe da Casa Civil, Dilma e seu antecessor provocaram “embaraço ao avanço da investigação da Operação Lava Jato”.