Saiu no O Globo

Planalto quer tirar Mantega e Belchior o mais rápido possível do Conselho da Petrobras

Ex-ministra do Planejamento assumirá a Caixa, segundo a fonte ouvida pelo O Globo; já no caso de Mantega, a relação com Dilma azedou

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Depois da troca de diretores e na presidência da Petrobras (PETR3;PETR4), o Palácio do Planalto quer mudar alguns conselheiros da companhia “o mais rápido possível”, de acordo com informações do jornal O Globo desta terça-feira (10).

Segundo o jornal, a maior urgência está em substituir o ex-ministro da Fazenda e atual presidente do Conselho de Administração Guido Mantega e a ex-ministra do Planejamento Miriam Belchior. 

Miriam precisaria assumir para comandar a Caixa Econômica Federal, e o ideal seria que ela não acumulasse as duas funções, segundo fontes da equipe econômica ouvidas pelo jornal. Já no caso de Mantega, o ex-ministro tem que se sair por que a sua relação com Dilma “azedou”. 

Aprenda a investir na bolsa

O jornal diz que Dilma e Mantega não têm conversado e que ele virou uma espécie de “morto-vivo” e a ideia seria colocar um nome de mercado entre os integrantes. 

Mantega saiu do governo magoado com Dilma, que disse que ele não ficaria já durante a campanha para a reeleição. O ministro não compareceu à posse de Dilma e não transmitiu o cargo a seu sucessor, Joaquim Levy, tarefa esta que coube a Paulo Caffarelli. 

O ideal, aponta o jornal, seria esperar a divulgação dos balanços auditados do terceiro trimestre e o resultado anual para realizar a mudança mas, diante do quadro de instabilidade da companhia, o cenário mudou e aponta para maior urgência em mudar o Conselho.

Aliás, foram os ex-ministros que pressionaram o colegiado a não aceitar grandes baixas contábeis em ativos da estatal no balanço do terceiro trimestre que poderiam ser percebidas como integralmente relacionadas às denúncias de corrupção na estatal.