Segundo Folha

PF investiga possível invasão ao gabinete do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo

A invasão teria ocorrido no dia 26 de julho, um domingo, quando a sala principal do Palácio da Justiça costuma ficar vazia

SÃO PAULO – A Polícia Federal investiga uma possível invasão ao gabinete do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo.

A invasão teria ocorrido no dia 26 de julho, um domingo, quando a sala principal do Palácio da Justiça costuma ficar vazia. Quando chegaram para trabalhar na segunda-feira seguinte, servidores notaram que uma das portas estava aberta e o computador que fica sobre a mesa do ministro estava ligado. A máquina da sala do chefe de gabinete de Cardozo, Márcio Lopes de Freitas Filho, também estava ligada.

O Ministério da Justiça enviou um documento na segunda-feira ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, para comunicar a suposta “violação de espaços restritos do prédio” – o gabinete ministerial. 

PUBLICIDADE

Servidores do ministério e integrantes da Polícia Federal acreditam que pode ter havido o comprometimento de dados do computador do gabinete do ministro, segundo apurado pela Folha.