Operação Timóteo

PF indicia pastor Silas Malafaia em operação que investiga corrupção em royalties

Malafaia disse que recebeu doações e que declarou o valor 

SÃO PAULO – A PF (Polícia Federal) indiciou o pastor Silas Malafaia no inquérito da Operação Timóteo, que apura um esquema de corrupção na cobrança de royalties da exploração mineral. Segundo a investigação, o líder religioso recebeu um cheque de R$ 100 mil de um dos escritórios que estão sob suspeita.

De acordo com o portal G1, Malafaia afirmou que o assunto é “velho” porque o indiciamento ocorreu ainda em dezembro quando ele foi levado a prestar depoimento na sede da PF. Ele disse ainda que o repasse foi uma doação que foi declarada à Receita Federal.

 

PUBLICIDADE