Pedro Simon pede afastamento de Renan até a conclusão das investigações

Na avaliação de Simon, as denúncias contra Renan já estão comprometendo a presidência do Senado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O senador Pedro Simon (PMDB) pediu mais uma vez o afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), até que as investigações sejam concluídas. Na avaliação de Simon, as denúncias contra Renan já afetam o Senado como um todo.

O presidente do Senado comentou o apelo de Simon. Ele afirmou estar tranqüilo em relação ao andamento das investigações. “Eu fui obrigado a fazer a prova negativa de tudo. Se for necessário, continuarei fazendo e tenho absoluta certeza que a verdade vai prevalecer”, disse Calheiros.

Senado funciona normalmente

Calheiros acrescentou que, apesar das investigações do Conselho de Ética, o Senado continua funcionando normalmente. Destacou que existem quatro medidas provisórias obstruindo a pauta que precisam ser votadas. Uma vez desobstruída, o Senado dedicará uma semana para projetos contra a violência.

PUBLICIDADE

Enquanto Simon concedia entrevista coletiva justificando seu apelo, outros dois peemedebistas, Almeida Lima e Wellington Salgado, assumiram a defesa de Renan Calheiros em plenário.

O caso

Renan é acusado de usar o lobista Cláudio Gontijo, da Mendes Júnior, para pagar pensão e aluguel para a jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha.

Após novas denúncias, o Conselho de Ética adiou a votação do relatório do senador Epitácio Cafeteira, que sugeria o arquivamento das denúncias por falta de provas. Cafeteira alegou problemas de saúde e pediu afastamento da relatoria. O presidente do conselho, Sibá Machado, tenta buscar um relator substituto entre o grupo aliado.