AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Por Dentro dos Resultados: CEO da GPC divulga e comenta os resultados da empresa no 3º trimestre

Partidos definem estratégias no processo de cassação contra Renan Calheiros

Votação que acontece na próxima quarta-feira no plenário irá definir o futuro político do presidente do Senado

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O PSDB e o PT realizaram nesta terça-feira (11) reuniões com suas bancadas no Senado para discutir a votação do pedido de cassação do presidente da Casa, Renan Calheiros, que acontece na próxima quarta-feira no plenário.

O PSDB orientou os senadores do partido, com exceção de João Tenório, que é amigo pessoal de Renan, a votarem pela cassação do presidente do Senado. Já o PT decidiu liberar a bancada do partido no Senado para votar como achar melhor.

O DEM também deve se reunir ainda nesta terça-feira com seus senadores para acertar a estratégia do partido para a sessão que irá definir o futuro político de Renan Calheiros.

Fundamental na votação

Aprenda a investir na bolsa

A oposição considera o PT como o partido que irá fazer a diferença na votação contra o senador, já que a bancada deve votar dividida. Para Tasso Jereissati, presidente do PSDB, “é fundamental para a instituição e para a democracia que Renan perca o mandato”.

Atualmente, a maior bancada no Senado pertence ao PMDB, com 19 senadores, seguido pelo DEM, que possui 17 parlamentares, e pelo PSDB, com 13 senadores. O PT possui 12 parlamentares, aparecendo como a quarta maior bancada da Casa. O projeto de resolução precisa dos votos de pelo menos 41 dos 81 senadores para ser aprovado pelo plenário.

Renan Calheiros é acusado de ter utilizado recursos da construtora Mendes Júnior para pagar despesas pessoais, como aluguel e pensão alimentícia à jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha.